sabonetes artesanais

15 dicas sobre sabonetes artesanais

O mercado de Sabonetes Artesanais é uma ótima aposta para quem procura uma renda extra. Se você não conhece muito sobre saboaria artesanal, vai se apaixonar pelo mundo dos cheiros e cores.

Neste artigo vocês aprenderá como fazer sabonetes artesanais com qualidade, cheirosos, coloridos e com durabilidade, conquistando seu cliente pelo ofato e pela visão.

Veja também: Truques, dicas e macetes com Peter Paiva

 

15 Dicas sobre sabonetes artesanais

sabonetes artesanais

1) O que é base glicerinada?

A base glicerinada é composta por óleos, que podem ser de origem vegetal ou animal, e agentes alcalinizantes (hidróxido de sódio e hidróxido de potássio). Quando essa mistura é saponificada, os agentes alcalinos são neutralizados e a base tem sua umidade controlada para gerar um sabonete de alta qualidade. A saponificação ocorre quando óleos vegetais ou algum tipo de gordura animal reage com uma substância alcalina. Com este processo se obtém a glicerina.

2) Para que serve o lauril?

A função do lauril é aumentar a quantidade de espuma produzida pelo sabonete, tanto o líquido e quanto o em barra. Ele é encontrado em casas especializadas em cosmetologia e perfumaria artesanal. O lauril deve ser utilizado com cuidado, sempre seguindo uma proporção correta. Se usado  com exagero, o sabonete poderá produzir mais espuma do que o necessário.

3) Qual a composição básica do sabonete glicerinado?

Um sabonete artesanal é feito com a base glicerinada. Essa base possui grande quantidade de glicerina, gerada pelo processo de saponificação. Na preparação dos sabonetes, podem ser adicionados à base de glicerina outros ingredientes, como os extratos glicólicos, corantes e essências. Nesse sentido, todo sabonete fabricado a partir das bases prontas é um sabonete glicerinado.

4) Como evitar formação de bolhas no sabonete artesanal?

Borrife álcool sobre os sabonetes enquanto estão secando, assim impede a formação de bolhas.

5) É normal que haja redução de peso no sabonete glicerinado?

Durante o processo, líquidos evaporam naturalmente e isso faz com que haja a perda de peso nos sabonetes glicerinados.

6) Por que o sabonetes artesanais duram menos que o sabonetes industrializados?

Os sabonetes artesanais são feitos a base de glicerina, material que absorve mais água e amolecem com mais facilidade, tendo assim um derretimento mais acelerado. O sabonete industrializado normalmente é pobre em emolientes, não retém tanta água (tanto que chega a rachar), e acaba tendo uma durabilidade maior.

7) Para o que serve o óleo de babaçu?

Algumas bases glicerinadas contém o óleo de babaçu em sua composição para garantir um sabonete mais firme e com mais espuma. O óleo de babaçu é extraído do coco do babaçu encontrado no nordeste do Brasil.

8) Quanto devo usar de essência?

A quantidade de essência varia, normalmente se usa de 30 ml a 100 ml para cada 1 quilo de massa base.

9) Como fixar a essência no sabonete?

As essências de qualidade já possuem algum agente fixador. Se você usa matéria prima de qualidade, a própria essência mantém o sabonete perfumado sem a necessidade de mais fixador.

10) É necessário adicionar algum conservante ao sabonete ?

Não há necessidade de acrescentar conservantes e nem indicamos que isso seja feito.

11) Qual o corante indicado para sabonetes artesanais?

Utilize apenas corantes específicos para sabonetes e cosméticos. Corantes alimentícios podem prejudicar a qualidade do seu sabonete e desbotam, por isso não são indicados.

12) Como evitar o “suor” (gotas d’água) no sabonete?

Use a quantidade correta de essência, pois elas são oleosas, derreta a base glicerinada sem fervê-la e armazene os sabonetes em ambientes com pouca umidade.

13) Posso acrescentar óleos nos sabonetes?

Não, se os ingredientes não ficarem bem misturados, o que acontece com alguns óleos, o aspecto do sabonete pode ficar estranho.

14) Qual a validade do sabonete artesanal?

A validade recomendada de um sabonete artesanal é de até 6 meses.

15) A qual temperatura deve ser derretida a base?

A primeira dica é não deixar a glicerina ferver. A temperatura ideal para derretimento é entre 65ºC e 70ºC.

E como manter essa temperatura sem se preocupar com a fervura?

A Rimaq desenvolveu em parceria com o Peter Paiva, o mago da saboaria, a Máquina de Sabonetes Rimaq & Peter Paiva. Ela derrete até 6kg de glicerina em 30 minutos e a mantém líquida o dia inteiro, com temperatura ajustável, facilitando o manuseio e evitando o desperdício.

Sabonetes Artesanais

 

Autor: Rimaq30

Comentários

16 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *